OUÇA AQUI Rádio N´Atividade

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Natal se Lixo


   Natal sem lixo na Tribo
          Morador de área de risco quer'cartão - enchente' do governo Federal[...]
Uma bonita árvore de Natal  com garrafas PET , foi erguida   em frente ao lixão  da esquina da avenida Hugo Ítalo Merigo com a rua  Talha -Mar,  Jardim Damasceno  ,extremo norte , onde fica o Centro Cultural Popular Arte na Rua  . Na região também está cravada a   Tribo, um vilarejo  de  1500 famílias morando em barracos  desabando à sobra da Serra da Cantareira.A prefeitura  não deu conta do recado e os flagelados pedem socorro ao governo Federal . Querem se cadastrar para receber o cartão - enchente  destinado    às vitimas de áreas de risco . É na Tribo que acontece neste sábado(24),  às 11horas ,o "Natal Sem Lixo".A comunidade recolherá  o lixo das encostas que só é removido em tempos de enchentes e arrastado para o córrego Bananal. À tarde será lido um apelo de Natal das crianças  da Tribo  à presidente Dilma Rousseff.




A atração do córrego  é uma correia  de pano amarrada em um galho de eucalipto - ao melhor estilo Tarzan - usada por alguns moradores da Tribo  encurtarem o caminho do mercadinho ,boteco , padaria ou correrem de uma tromba d'água.

A responsabilidade da limpeza do Jardim Damasceno é do consórcio São Paulo Ambiental,grupo de empreiteiras concessionárias da Prefeitura de São Paulo.

                                         Devanir Amâncio

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A M'boi Mirim vai parar!!


ATO NA SECRETARIA DE HABITAÇÃO COM MARCHA ATÉ O TRE
DIA 10 DE NOVEMBRO AS 09 HORAS DA MANHA
CONCENTRAÇÃO NO LARGO SÃO BENTO
PARTICIPE!!!
___________________________________________________________
Manifesto em Defesa da Democracia na Eleição do CMH em SP
Kassab Rouba Movimento de Moradia: Eleição do CMH em SP é Golpe
Neste dia 04/12/2011, ocorrerá a  quinta eleição do Conselho Municipal de Habitação de São Paulo- CMH SP.  Este Conselho possui um papel estratégico na Política Habitacional do Município, na definição das demandas, no monitoramento do Plano Municipal de Habitação, na aprovação dos Programas de Habitação de Interesse Social, e na articulação com a Política Nacional de Habitação de Interesse Social - PNHIS.   
CMH,  foi uma das mais importantes conquistas dos Movimentos de Moradia em SP, que lutaram durante muitos anos para que a Política de Habitação do Município,  fosse construída de forma democrática e participativa. Porém, a gestão Serra e a subseqüente gestão de Kassab, vêm dando duros golpes neste processo participativo.
Já na ultima eleição de 2009, a Prefeitura utilizou de forma escancarada a máquina eleitoral, para tentar eleger seus candidatos e barrar o Movimento Popular. E não satisfeita, nesta eleição de 2011, vem utilizando  todas as armas para excluir do processo eleitoral os Movimentos de Moradia organizados e autônomos.
A maioria dos membros da atual Comissão Eleitoral do CMH  é ligada ao Prefeito e vem agindo de maneira arbitrária, antidemocrática e autoritária, se utilizando  de todos os meios para eleger seus candidatos, quando por principio, deveriam atuar de forma imparcial no processo. Na verdade, o que o Prefeito quer é um Conselho de Habitação Chapa Branca, para que sem controle social e fiscalização da  sociedade, consolide sua política higienista, de despejos, remoções e de exclusão social na Cidade.
Estas pessoas, que não passam de “paus-mandados” da Secretaria de Habitação, acabaram com a proporcionalidade e impuseram uma modalidade de disputa em que a chapa que conseguir a maioria de votos ficará com todos os assentos do CMH,  apostando, que o grupo de entidades ligadas à Prefeitura terá a maioria dos votos,  quando o mais democrático e adequado,  seria a representação proporcional de todos os segmentos no Conselho.
Estes representantes do Prefeito Kassab na Comissão Eleitoral aprovaram também a redução dos locais de votação, o que limita o processo de participação dos eleitores, obrigando as pessoas pré-cadastradas, se deslocarem em grandes distâncias para votar,  em um dia que quase não existe ônibus nas ruas.
Esta Comissão acabou também com o voto universal e direto, nossa maior conquista na Lei nº 13.425, de 02/09/2002, que instituiu o Conselho de Habitação,  aprovando o fim da eleição direta para o CMH. Foi criado um colégio eleitoral, onde só quem tem controle sobre o cadastro de eleitores, é a própria máquina da Prefeitura, que age de todas as formas para excluir os Movimentos combativos do processo.
O que está sendo armado é uma enorme Maracutaia Eleitoral, sem transparência e nenhum controle social, onde, somente alguns funcionários da Prefeitura possuem acesso ao cadastro dos eleitores.  Exigimos o fim da roubalheira e que o processo eleitoral seja aberto a todos os eleitores e eleitoras da Cidade, com urnas de votação em todas as subprefeituras e em outros espaços públicos. Exigimos o cancelamento deste processo eleitoral viciado. Repudiamos o rolo compressor  da Prefeitura,  e vamos lutar com todas as nossas forças para impedir este golpe!                               
 
São Paulo,
novembro de 2011.                                                                                           
 
Central de Movimentos Populares – CMP;   União dos Movimentos de Moradia de São Paulo – UMM;   Frente de Luta por Moradia – FLM;  Associação Unificadora de Loteamentos de Favelas e Assentamentos de São Paulo – AULFASP; Movimento Nacional de Luta pela Moradia – MNLM;  Central de Apoio às Assoções e Sociedades Populares – CASP; Central de Entidades Populares – CEP;  Associação Família Ação e Cidadania;  Movimento de Moradia da Região Centro – MMRC;   Movimento de Moradia Projeto  Novo Lar/ ATDESP;   Instituto de Lutas Sociais – ILS.
 DITO CMP

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O Peru


Na Avenida São João quem   robou a cena não foi  o peru - o grande personagem da festa - mas uma mulher negra que  amamentava seu bebê no quarto andar  de um ex-palacete ,um prédio cortiço.
 
Na  "peruada" do  Centro Acadêmico "XI de Agosto", da Faculdade Direito da USP, sexta-feira, não teve  Geraldo Vandré ,Chico Buarque,Caetano Veloso e Gilberto Gil. A folia da 'mocidade do direito'  extravasou energia,jogou frustrações pelos ares e contagiou as ruas do centro  de São Paulo   com a musiquinha Super Fantástico e o mote : "Meu peru enloqueceu,fechou biblioteca e não quer abrir museu". 







Os litros de Whisky  refinado dos anos anteriores foram  substituídos por galões , baldes e garrafas Pet  cheias de líquido colorido . A  tradicional festa não contou com a presença  maciça dos moradores de rua como de costume.
 

  O carnaval do XI foi protegido por trezentos policiais militares e muitos seguranças particulares . Foi bonito , não se viu sujeira, não faltou criatividade .



 Rodrigo Pires, de 20 anos,  segundo ano FEA-USP , chegou vestido de noiva Maria,segurando um pé de alface como buquê de flores.
 


 Na Avenida São João quem   robou a cena não foi  o  peru - o grande personagem da festa - mas uma mulher negra que  amamentava seu bebê no quarto andar  de um ex-palacete ,um prédio cortiço.
 
 
                                                                                  Devanir Amâncio



 

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

CINE LUTA POPULAR

 Neste ultimo sábado, deixamos nossas casas e nos reunimos para levar um pouco de entretenimento para as crianças.
Unindo forças e fazendo acontecer, armamos a tela, ligamos o som e passamos um filme para a comunidade, local conhecido como Inferninho, mas que no fundo tem muita criança de coração bom, que com certeza não vão para o inferno.
Reunidos em uma garagem, receberam pipoca, cachorro quente e refrigerante. Assistiram o filme
" A Viagem de Chihiro", mas no esquenta, foi passado um pedaço de "Era do gelo 3".

 Simples gestos como estes, capitaneada por Fernando Ferrari, o Santista do Sarau da Vila Fundão, juntou o Luta Popular, Agência Fomento a Cultura Solano Trindade, Banco União Sampaio, União Popular de Mulheres de Campo Limpo, Prá,çarau e Parque Santo Dias e mais a força da comunidade, que entendeu, aceitou e aprovou a iniciativa.
Ao longo da preparação, as pessoas até chegaram a duvidar que aconteceria alguma coisa. Ou até pensaram que seria algum politico pedindo votos.
Nós da Luta Popular, não pedimos votos de ninguém e fazemos "de nós pra nós"
O final, foi o mais esperado.
Com as crianças agradecendo a todos que estiveram presentes, fazendo deste dia, um dia especial e aos que não estavam ali, mas que contribuíram para que o evento acontecesse.

Não existe melhor recompensa, que um sorriso sincero, como dizem por aí, "Criança não mente e também não finge estar feliz!

Fizemos as crianças felizes!

Missão cumprida!!

Mas a batalha ainda não está vencida!!!

Vamos em Frente LUTA POPULAR!

sábado, 27 de agosto de 2011

Nostalgia com Vinil no Prá,çarau

 Nesta ultima terça do mes de agosto, as 20 horas.

 O ´Prá,çarau terá a ilustre presenta da vitrolinha Philips, da decada de 70 e com ela alguns vinis, que com certeza fizeram história em nossas vidas.

Vamos compártilhar nossas experiencias.


Eu já fiz minha seleção.


Faça a sua também e compareça com seu vinil preferido e com sua história pra contar, ou cantar pra todos os presentes na noite maravilhosa que estará sendo dividida por todos.

Já confirmaram presença: Roberto Carlos, Raul Seixas, Evaldo Braga, Bezzera da Silva, Michael Jackson entre outros...

Prá,çarau, Praça Danilo Honorio, rua Domingos Peixoto da Silva, s/nº Cohab Adventista ao lado da Superbom; as 20 horas!!!!




sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Curta Saraus no Prá,çarau nesta terça-feira, dia 09 as 20 horas.


No Prá,çarau desta terça-feira, dia 09 as 20 horas, apresentação do Curta Saraus.


 Na Rua Domingos Peixoto da Silva, s/n°, praça Danilo Honório, ao lado da Superbom, altura dos 4.800 da Estrada de Itapecerica, próximo a Padaria Elaine.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Poesia Samba Soul é Agência Solano Trindade


O Sarau dos Saraus nesta quinta no Sacolão das Artes


Inquilinos da Santa Sé

             Os inquilinos da Sé

Na Praça da Sé - uma das   maravilhas de São Paulo - tem morador de rua até em cima de árvore. Jean, de 22 anos , conheceu a praça aos 9  anos de idade , cresceu na rua,  não sabe explicar a sua origem  e diz que desde pequeno    trepa  e dorme em árvores.Do alto de um pé de Jacaranda ,exclamou :" A praça está forrada de mendigos."

 Seu Lucas , um velhinho de olhos verdes, é  o engraxate  mais antigo da cidade. Nasceu em Palmeira dos índios, Alagoas, mora em  Sapopemba , e de segunda a  sábado vai à praça engraxar, há 57 anos. Comprou uma casa e criou  três filhos lustrando sapatos. Luquinha , como é chamado pelos amigos,  reclama que falta brilho à praça e acha que não vai ver melhorias por parte da Prefeitura para os engraxates da Sé, primos pobres dos engraxates do Largo do Café ( Praça Antônio Prado). Os 28 engraxates esperam que o prefeito Gilberto Kassab cumpra a promessa dos quiosques . As suas poltronas são típicas 'espeluncas' de 1877,início da profissão na cidade. Luquinha tem uma curiosidade : " As vezes fico pensando... como vai estar a Praça da Sé  daqui a 50 ou 100 anos ?!  Cem anos !? O tempo passa rapidinho, parece que foi ontem, vou fazer 80." Diz se não fosse a moda de tênis e chinelos estaria rico. E ainda diz que só está na Praça da  Sé todo esse tempo porque fingiu não ver muita coisa.

Pelas mãos de seu Lucas  passaram os pés de  Faria Lima, Jânio Quadros e Paulo Maluf.


Um guarda civil metropolitano concluiu a conversa : " Fichar mendigo na polícia ? Como? A maioria está doente, mal fica em pé ,está quase morrendo."

                             




           Devanir Amâncio

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Deus, o Diabo e a Pedra!!!

Viciados destroem "santa  do crack" e pedem clínica.

                            
                                       Usuária diz que  vai denunciar cardeal ao Vaticano.



Usuários de crack reagiram com indignação ao serem informados sobre o  apoio do  cardeal dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, à obra " Nossa Senhora do Crack",  do fotógrafo Zarella Neto. A imagem  foi erguida  na  sexta - feira 22/7 na parede de uma casa abandonada na rua Apa , Santa Cecília , e  destruída no sábado de manhã por uma legião de viciados.

A  intenção do artista era chamar atenção das autoridades para o 'campo de concentração  cracolândia'.

Germano Gerson,de 38 anos, o "Brasília", viciado em crack há cinco anos, enquanto mostrava os cacos do que  sobrou da imagem de gesso  da Virgem Maria, acusou os envolvidos no caso santa de zombar de Deus e da miséria humana. "Sou uma alma penada, como esta ao meu lado - enrolada num cobertor."

A usuária Tati ,25, uma das mais exaltadas, pretende denunciar dom Odilo  ao Vaticano por incentivo à profanação :  "Ah , o bispo apoia .. vou   na  Lan House durante a semana... faço uma carta  e envio por email ao Papa -, pode pegar a cópia do documento comigo... Se ele consagrou a  'santa do crack', ele  (dom Odilo) deve ser enquadrado ... Aqui não tem nenhum bobo  ,  tem muita gente de cultura , que quer sair dessa. O pessoal está precisando é  de clínica de tratamento e não de santa, e no  mais,  aqui tem seguidores de todas as religiões, tem até ateu... Respeito é bom! Eles esquecem que na cracolândia vem professor , advogado ,enfermeiro,jogador de futebol... em busca de crack. Eu não vendo , sou  vítima, consumidora... como muita gente importante é .

Fala pro bispo que a palavra ... o apoio dele chegou tarde de mais  , o diabo tomou conta de tudo... e o  crack chega de bandeja."

                            

              Devanir Amâncio

sábado, 16 de julho de 2011

AGENCIA SOLANO TRINDADE PARA FORTALECER A CENA!!!!

É HORA DE PERDER A PACIÊNCIA!
O Movimento de trabalhadores da cultura quer tornar pública sua indignação e
recusa ao tratamento que vem sendo dado à cultura deste país, aprofundando
e reafirmando as posições defendidas desde 1999, no Movimento Arte Contra
Bárbarie. A arte é um elemento insubstituível para um país por registrar,
difundir e refletir o imaginário de seu povo. Cultura é prioridade de Estado, por
fundamentar o exercício crítico do ser humano na construção de uma
sociedade mais justa.
A produção artística vive uma situação de estrangulamento que é resultado da
mercantilização imposta à cultura e à sociedade brasileiras. O estado prioriza o
capital e os governos municipais, estaduais  e federal teimam em privatizar a
cultura, a saúde e a educação. É esse discurso que confunde uma política para
a agricultura com dinheiro para o agronegócio; educação com transferência de
recursos públicos para faculdades privadas; incentivo à cultura com Imposto de
Renda usado para o marketing, servindo a propaganda de grandes
corporações. Por meio da renúncia fiscal  – em leis como a Lei Rouanet  - os
governos transferem a administração de dinheiro público destinado à produção
cultural, para as mãos das empresas. Dinheiro público utilizado para interesses
privados. Esta política não amplia o acesso aos bens culturais e principalmente
não garante a produção continuada de projetos culturais.
Em 2011 a cultura sofreu mais um ataque: um corte de 2/3 de sua verba anual
(de 0,2% foi para 0,06% do orçamento geral da União) em um momento de
prosperidade da economia brasileira. Esta regressão implicou na suspensão de
todos os editais federais de incentivo à Cultura no país, num processo claro de
destruição das poucas conquistas da categoria. Enquanto isso, a renúncia
fiscal da Lei Rouanet, não sofreu qualquer alteração apesar de inúmeras
críticas de toda a sociedade.
Trabalhadores da Cultura,  é HORA DE PERDER A PACIÊNCIA: Exigimos
dinheiro público para arte pública!
Arte pública é aquela financiada por dinheiro público, oferecida gratuitamente,
acessível a amplas camadas da população  – arte feita para o povo. Arte
pública é aquela que oferece condições para que qualquer cidadão possa
escolhê-la como seu ofício e, escolhendo-a, possa viver dela  – arte feita pelo
povo.   Por uma arte pública tanto nós, trabalhadores da cultura, como toda a
população tem seu direito ao acesso irrestrito aos bens culturais, exigimos
programas  – e não um programa único  – estabelecidos em leis com
orçamentos próprios, que estruturem uma política cultural contínua e
independente – como é o caso do Prêmio Teatro Brasileiro, um modelo de lei
proposto pela categoria após mais de 10 anos de discussões.   Por uma arte
pública exigimos Fundos de Cultura, também estabelecidos em lei, com regras e orçamentos próprios a serem obedecidos pelos governos e executados por
meio de editais públicos, reelaborados constantemente com a participação da
sociedade e não apenas nos gabinetes. Por uma arte pública, exigimos a
imediata votação da PEC 236, que prevê a cultura como direito social, e
também imediata votação da PEC 150, que garante que 2% do orçamento da
União seja destinado à Cultura, nos padrões propostos pela ONU, para que
assim tenhamos recursos que possibilitem o tratamento merecido à cultura
brasileira.
Por uma arte pública, exigimos a imediata publicação dos editais de incentivo
cultural que foram suspensos e o descontingenciamento imediato da já
pequena verba destinada à Cultura. Por uma arte pública, exigimos o fim da
política de privatizações e sucateamentos dos equipamentos culturais, o fim
das leis de renúncia fiscal, o fim da burocratização dos espaços públicos e das
contínuas repressões e proibições que os trabalhadores da cultura têm
diariamente sofrido em sua luta pela sobrevivência. Por uma arte pública
queremos ter representatividade dentro das  comissões dos editais, ter
representatividade nas decisões e deliberações sobre a cultura, que estão nas
mãos dos interesses do mercado. Por uma arte pública, hoje nos dirigimos à
Senhora Presidente da República, aos Senhores Ministros da Fazenda e às
Senhoras Ministras do Planejamento e Casa Civil, já que o Ministério da
Cultura, devido seu baixo orçamento encontra-se moribundo e impotente.
Exigimos a criação de uma política pública e não mercantil de cultura, uma
política de Estado, que não pode se restringir às ações e oscilações dos
governos de plantão. O Movimento de Trabalhadores da Cultura chama toda a
população a se unir a nós nesta luta.


WWW.AGENCIASOLANOTRINDADE.WORDPRESS.COM

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Prá, çarau dando boas vindas ao inverno!

 Como sempre faz frio na praça do Prá,çarau, ontem foi o inicio do inverno, a estação mais fria do ano, mas para a surpresa de todos, não estava frio!
O Prá,çarau começou sendo abençoado pelas pequenas Duda, Vitória e Bia, cantando o sucesso de Régis Danesse, Entra na Minha Casa. Elas abrilhantaram o espaço, cantaram, brincaram e se divertiram.
Levaram para casa o livro, A Felicidade das Borboletas, de Patricia Engel Secco. Ainda puderam usar os brinquedos espalhados pela praça, como balanças, escorregadores e gangorras. E juntamente com Camila Costa, fizeram uma sessão de desenhos ali mesmo, nas mesinhas. O Prá,çarau de olho no futuro do nossos pequenos.
Cris Roseno recebeu das mãos de Rogério Gonzaga, o seu presente(atrasado) de aniversário, um LP do Caetano Veloso, Fina Estampa em espanhol.
Para não perder a deixa da lingua espanhola, Helena Sivestre, cantou um sucesso de Mercedes Sosa.
As poesias foram apresentadas pelos parceiros de plantão, Wladimir, nosso técnico de futebol da Cohab Adventista, recitou Alvares de Azevedo, Vinicius de Moraes, veja aqui e composições próprias.
Surpresas a parte, o jovem Vágner, Baby recitou belos poemas, escritos por ele mesmo, foi merecidamente aplaudido.  Obrigado pelo presente!
Improvissos mil, Massa o nosso artista plástico, oficineiro na União Popular de Mulheres, desta vez pegou papel e caneta e escreveu poemas, inclusive um de amor, para uma presente no Prá,çarau.
Kinho, o Arroz ( dizem que este apelido é por ser soltinho e fresquinho), fez um poema referenciandos os saraus da região como o Sarau do Binho e Sarau da Vila Fundão.
A parte musical, o ponto forte do Prá,çarau ficou por conta de Woodyh Oliveira, Hami e Smith, clássicos MPBistas, sambas, pop e também próprias. O povo cantou junto e se emocionou.
O pagode foi reperesentado pelo grupo da Cohab, a nova geração com Lipe, Allan e Baby, que tiveram até fãs que se aglomeraram em torno do grupo.
Sucesso garantido!


Foi assim o inicio de mais uma estação fria, mas no Prá,çarau o calor humano prevalece!!!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Prá,çarau

Em mais uma noite fria de inverno, no alto ponto da bela planície visual da praça, aconteceu mais um lindo e animado Prá,çarau.
Tudo começou cercado, pelo frio, mas o calor humano dos parceiros do Luta Popular, fez aquecer logo uma fogueira bem apropriada para a ocasião.
Foi uma noite em que estavamos mesmo no pique e nada nos impediu, tinhamos acabado de vir da rádio Fonte e Vida, onde o Luta Popular, participa de um programa chamado Comunidade em Ação, todas as terças-feiras entre as 17 e 19 horas, em 87,5 FM ou http://www.fonteevida.com.br/ .
A rádio tem a sua programação gospel durante as 24 horas do dia, mas neste horário especificamente debatemos junto com a comuinidade, questões de cidadania, como moradia, canalização do córrego Pirajussara e damos os informes culturais da região.
Este programa da terça-feira, dia 14 de junho, debatemos assuntos de interesse público, desde uma ocupação na zona leste, iniciativas de implantação de banheiros ecologicamente sustentáveis, hortas na laje e aquecedores externos com baixo custo de fabricação.
Entramos na quetão educação, que rendeu um belo tempo na programação.
Além da já tradicional agenda cultural.
O Prá,çarau tendo a sua caracteristica de ser um sarau mais musical que literal, como sempre com boas músicas e nossos parceiros de plantão Celso Bernucio, Woodyh Oliveira, Michael Fúria Negra e Smith, relembraram clássicos da MPB e músicas próprias.
As poesias ficaram por conta de Luciano Vida, Kátia Cássia, Cris Roseno e a ilustre presença de Jussara Carvalho, que veio prestigiar e mostrar o seu livro Demolidor de Corações, trabalho este lançado com recursos próprios.
Jussara faz parte de um projeto de escritores, na comunidade de Paraisopólis, ela veio para abrilhantar e nos presentear com seus poemas, que foram lidos não apenas por ela, mas alguns dos presentes leram seus manuscritos para o deleite dos demais.
As parceiras do Sarau Antene-se , Camila Costa e Thais Buarque, também  marcaram presença.
Sarau Antene-se na próxima semana.


terça-feira, 14 de junho de 2011

Prá,çarau

Hoje, dia 14 de junho, teremos o Prá,çarau as 20 horas.

Com a presença da Luta Popular e Jussara Carvalho, escritora de Paraisópolis, que nos apresenatará o seu livro, enquanto isto o Sarau Vila Fundão, estará sendo representado por Fernando Ferrari em Jericoacara, fortaleza e tentaremos fazer uma conexão on-line, via twitcan.....

Vai ficar muito bacana.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Prá,çarau

Ontem, devido as fortes chuvas, não houve o Prá,çarau, por ser feito em uma praça pública totalmente aberta, não teriamos condições de fazer um sarau bacana, ate mesmo porque a chuva da tarde inteira já havia deixado o chão molhado.
Mas lembrando do evento de sabado, foi um sucesso!
As crianças da Comunidade Integrada, se entregaram de corpo e alma e fizeram um trabalho primoroso.
Karen Cristina, deu um show na condução das crianças e tornou a apresentação memorável.
Com a exposição de todas as peças, produzidas pelas próprias crianças, desde a obtenção do papel, até o seu produto final, tudo foi feito com amor e carinho pela equipe do Projeto N'Atividade capitaneado pela Karen e tendo Rogério e Woodyh como seus apoiadores.
Logo mais postarei as fotos.

Obrigado Karen !!!!

Dia da Defesa do Planeta

Dia de defesa do Planeta Terra                 
              O futuro pede futuro no Capão Redondo , Zona Sul
 Para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente - 05 de junho, mais de  cem crianças da Cohab Adventista  tiveram um sábado (4/06) ,repleto  de  atividades  educativas,culturais e ambientais, na "Praça Danilo"/rua Domingos Peixoto  da Silva.
Para  a jovem pedagoga , Karen Cristina,uma das organizadoras do evento, as crianças assimilam noções de cidadania muito rápido :
" Todo dia deveria ser dia do meio ambiente ! Se cada um der um pouquinho de si -,  com  atos simples  como o de não jogar  bitucas no chão e lixo na praça, vamos ter  uma cidade respirável , mais cidadã... E tem que começar pela educação", ensina a  pedagoga."
"Todo material foi doado pela comunidade. Aqui não tem dinheiro de governos nem de políticos", lembra o  agitador cultural  e idealizador do evento, Rogério Gonzaga, do Projeto N'Atividade responsável pelo Sarau na Praça, as terças-feiras o Prá,çarau.
"Estamos fazendo uma grande reflexão sobre lixo, sociedade,renda e favela",diz Cláudia Raphael de Oliveira,coodenadora da Central Única das Fafelas - CUFA, parceira do evento.
O sonho  de uma cidade melhor e a  vontade de reciclar, presente na vida de muitas pessoas , a julgar pela condutada das concessionárias  , não está inscrito  agenda municipal. O mais triste de tudo é ver a resistência ao assunto por parte das duas poderosas empresas de coleta  do lixo domiciliar, Loga e Ecourbis,  distantes do compromisso e da responsabilidade ambiental que deveriam exercer, até por razões contratuais.
  A coleta seletiva e a  reciclagem patinam na cidade de São Paulo.
 Enquanto a população tenta reciclar , as concessionárias  jogam contra.


                                      Devanir Amâncio
 

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Prá,çarau

Olá parceiros!

Apesar da falha na comunicação em massa, venho por meio desta, comunicar a todos, que o nosso Prá,çarau, agora acontecerá toda a semana, as terças-feiras as 20 horas.

No ultimo dia 24, nos prontificamos e levamos os equipamentos para montarmos o Prá,çarau, mas por algum motivo a luz estava cortada e não conseguimos ligar as coisas.

Ficamos na praça, até umas 22 horas, pois sabiamos que algumas pessoas compareceriam.

Alguns parceiros vieram e deixo aqui o nosso agradecimento e pedido de desculpas!


Verificaremos o motivo e pensaremos numa solução para que na próxima semana, não haja problemas!

Faremos o Prá,çarau na próxiam terça, dia 31 e o Prá,çarau Tematico, a Favela e o Lixo, no sabado dia 04 de junho, em comemoração ao dia do Meio Ambiente.



Virada Sustentável   clique aqui.













sábado, 21 de maio de 2011

FRIO.

Frio,

"Apesar de você..." 

O Prá,çarau foi um sucesso!
Tudo saiu como o previsto, sem entraves. Michael Fúria Negra, como sempre, fez um trabalho primoroso e deixou tudo no jeito na hora combinada. Obrigado parceiro!
A lua como sempre contemplando um chão de estrelas, pois tivemos várias delas constelando nosso espaço pra sarau.
O patrono Woodyh Oliveira, conduziu o evento com toda a sua simpatia e carisma, recebendo os convivas. Além de gentilmente ceder o seu caderno de manuscritos, para que todos pudessem ler suas obras.
Claúdio Miranda, líder do Poesia Samba Soul, nos presenteou com ilustre presença e destilou o mais puro som da banda, recheado com letras de Woodyh Oliveira que o acompanhou nas canções.
Celso Bernucio, o "Guitar Hero" apresentou o repertório também do Poesia Samba Soul e fez para todos os presentes, uma leitura comentada do texto do Woodyh, sobre o violão, seu companheiro inseparável.
David Del'GroÔve, atualmente em parceria com Fernandinho Beat Box, nos surpreendeu tocando, e  muito bem, um guitarra, acompanhado de seu fiel escudeiro, Vinicius Schuvambach, carinhosamente chamado de Tabajara. Nota 10 meninos! Obrigado pela presença!
Prá,çarau é isso, lugar para surpresas e experimentos.Que sempre nos revela talentos.
Houve apresentações de improviso, se encontraram ali mesmo, decidiram tocar algo e saiu, assim de primeira. Sucesso total!
Mais uma vez o jovem Rafael Rodrigues, tocou as singelas cantigas de outrora, agrandando desde as crianças até os mais experientes. Violão de conteúdo, repertório vasto de saudosismo, apesar da pouca idade.
Helena Silvestre e suas canções caboclas, nos remeteu a pensar na força que temos, quando unidos, no compasso e no ritmo das batidas no microfone, foi quase uma orquestra de uma mulher só e todos acompanhamos com palmas.Cirandeira Nata!
Luan Luando, nosso poeta "mor", foi acompanhado pela guitarra do "Guitar Hero" e para quem diz, não saber cantar....Arrancou aplausos! Foi um Palavra (En) Cantada.
Dando continuidade a magia das palavras bem postadas em uma frase, o nosso desfile de poetas recebeu o Kinho, o famoso Arroz, saiu do trivial e nos banqueteou com suas rimas e bom humor contagiante, estava feliz, haja vista, a vitória do Santos no domingo.
Outro santista entusiamado, foi o Bandeirante dos Saraus, Fernando Ferrari, desta vez mandou uma crônica escrita por ele, sobre o abuso de autoridade da polícia, eclético o menino! Sabado passado já o via improvisando um funk consciente lá no Canão.
Luciano Vida, nosso "PP" Poeta Padrão, apresentou um poema "sem título", logo apelidado de Corinthians mas neste caso ganhador de aplausos.
A Comunidade da Integrada, foi representada por Professora Karen e Kátia Cássia, a primeira fez uma homenagem ao Prá,çarau enquanto a segunda leu um poema que retrata o mais sublime sentimento humano, o amor! E de onde veio este, tem mais, com certeza!
O momento que todos aguardavam era a apresentação de Claudia Raphael,  da CUFA, presenteou o Projeto N'Atividade, com três cadeiras de roda, estas já foram repassadas a pessoas realmente necessitadas.
Uma quarta cadeira, foi entregue ao Moises do A-286, o músico recebeu a nova e se despediu da antiga, cantando música do seu CD, juntamente com Claudia Rafael, Woodyh Oliveira e Smith.
Finalizamos o Prá,çarau com a nova geração do pagode da Cohab Adventista, Lipe e Allan fecharam com chave de ouro a noite que começou para entrar para a história.
E na próxima semana, dia 24...

 " Há de ser outro dia!"


Agradecimentos a todos os presentes: Woodyh Oliveira, Claudio Miranda, Smith, Jonnhy MC, Cris Roseno, Fernando Ferrari, Rafael Mesquita, Celso Bernuccio, Michael Fúria Negra, Helena Sivestre, Luciano Vida, Cataryne Carvalho, Gabriela Cravo e Canela, Thais Buarque, Camila Santos, Clodoaldo Cajado, Rita de Cássia, Patricia Aparecida, Rosemeire Oliveira, Adriano Batista e todos os outros que bem provavelmente eu tenha esquecido.

Algumas fotos no Facebook  tiradas por Rogério Gonzaga e Thais Buarque :
CLIQUE AQUI

























sexta-feira, 13 de maio de 2011

O Próximo.

Na próxima terça-feira, dia 17 de maio, acontecerá mais um Prá,çarau.
Com poesia, música, teatro, capoeira e som de vinil.
Luciano Vida, Cris Roseno, Woodyh Oliveira, Michael Fúria Negra, PC, Smith, Celso Bernuccio, entre outros, como sempre farão a festa!

PROJETO N'ATIVIDADE: O lugar

PROJETO N'ATIVIDADE: O lugar: "Em mais uma edição do Prá,çarau, no ultimo dia 3 de maio, o sarau se mostrou mais uma vez como sendo o lugar para declamar, o lugar para ca..."

segunda-feira, 9 de maio de 2011

O lugar

Em mais uma edição do Prá,çarau, no ultimo dia 3 de maio, o sarau se mostrou mais uma vez como sendo o lugar para declamar, o lugar para cantar, o lugar para assistir documentário sobre a cultura da região, o lugar para se divertir e o lugar para sonhar. Apesar

Começamos com a apresentação do Panorama, documentário produzido por Peu Pereira, que mostra os vários coletivos da região sul, tais como o  Sarau da Cooperifa, Sarau do Binho, Casa de Cultura M'Boi Mirim, Ninho Sansacroma e também depoimentos dos responsáveis por estes espaços. Este filme mostra os locais e faz o espectador parar e refletir em como a cultura pode estar presente em várias vertentes e nos lugares menos prováveis e imagináveis.

O Prá,çarau teve a presença de representantes da Cohab Adventista, da Integrada, da Luta Popular, do Antene-se, do Poesia Samba Soul e vários parceiros colaboradores que sempre nos prestigiam e fazem o sarau acontecer.

Como de costume, tudo é feito de improviso e com a participação de todos.

Cris Roseno, desta vez resolveu não cantar mais recitou, Kátia Cássia, leu um poema de Jussara Carvalho, moradora e escritora de Paraisopólis, http://www.escritoradeparaisopolis.blogspot.com/ que recentemente lançou seu livro Demolidor de CoraçõesLuciano Vida, deu vida ao sarau recitando um de seus manuscritos, Woodyh Oliveira trouxe consigo seu arsenal de poemas e fez a festa, pois foi lido por vários presentes, Rogério Gonzaga, Kinho, Cris Roseno, entre outros.

A parte musical do Prá,çarau, como caracteristica latente do evento, desta vez teve uma grande diversidade, Michael Fúria Negra, mais uma vez nos presenteou com suas interpretações á altura das músicas de Woodyh Oliveira, que não são músicas fáceis de serem decoradas e cantadas, Smith fez a sua participação e fizeram na verdade um trio bem bacana, com canções de grandes compositores.

Rafael, parceiro do Sarau Antene-se nos surpreendeu cantando a singela canção, "Se esta rua fosse minha", sucesso dos anos 80 que todos acompanharam a canção e sabiam a letra de cor e salteado.

E por falar em Rafael, o jovem cinegrafista e editor do Poesia Audio e Visual, me ajudou a fotografar os convivas, esteve presente e nos acompanhou deste o começo do sarau até o final, obrigado pela presença e parceria.

Camila Costa e Thais Buarque, idealizadoras do sarau Antene-se, que acontece toda ultima quinta-feira do mês no Bar do Saldanha, lugar bem aconchegante e bem comportado.

Cataryne Carvalho e Gabriela Cravo e Canela, abrilhantaram a noite, e como disse que o Prá,çarau é um lugar para sonhar, Gabriela mandou um poema que fala do lúdico sonho de um garoto que quer voar em um foguete, muitos de nós já pensamos nisso!

O lance dos vinis, desta vez não aconteceu, mas a Cris Roseno, trouxe suas jóias, tinha Caetano Velosso, Luiz Gonzaga, Mercedes Sosa, Geraldo Vandré, Roberto Carlos, tudo isso ficou para o próximo Prá,çarau, na terça-feira dia 17 de maio.

Como o nosso sarau, nunca acaba a hora que termina, ficamos até umas duas da manhã na praça, e ali sim rolaram sons maneiros de grandes nomes da música, Renato Russo, Cazuza, Lenine, Cartola, Roberto Carlos, Zeca Baleiro, Caetano entre outros. Tudo com um violão e com o coral mais animado do mundo.

Ao contrário do que se ouve nos comerciais da tv, aqui no Prá,çarau é o verdadeiro lugar de gente feliz!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

PRÁ,ÇARAU

Após alguns dias sendo realizado na Integrada, o Prá,çarau  voltou ao seu habitat.

Na ultima terça-feira, dia 19, o Dia do Índio, como conhecemos.

Tudo ficou muito bem bacana, com a presença de nossos convivas, parceiros e poetas de plantão.

Nosso sarau foi um sucesso, com as participações mais do que especiais da comunidade, PC, Smith, Michael, Luciano Vida, Mazinho, Vladimir, Chimbica, Josafa, as crianças também estiveram presentes.

O nosso sarau é na verdade, um berço de talentos e mais uma vez isso ficou evidente, quando Cris Roseno, que horas antes, na Rádio Fonte e Vida, havia dito que parou de cantar no banheiro e se formou em sociologia, pois sua avó disse que não teria futuro na música, empunhou o microfone e soltou a voz.
E não pensem que cantou canções simples, nos encantou com melodias dificeis e apenas os apreciadores de uma boa música é que são capazes de cantá-las. Parabéns Cris!  No próximo dia 03 de maio, teremos a Noite do Vinil, evento este sugerido pela nossa nova cantora.

Acompanhada de nosso sempre envolvente, músico e compositor Woodyh Oliviera, a guitarra sempre afinada do Guitar Hero, Celso Bernuccio, todos que estavam na praça, se deliciaram com músicas de Djavan, Roberto Carlos, Noel Rosa, Jota Quest, entre outros e o coral muito bem composto por Smith, Michael, Betum, Cris, PC e até Luciano Vida.

Foi uma noite bem musical e envolvente.

Clodoaldo Cajado, líder da banda Dom D´Zion, nos apresentou uma nova canção, da Luta Popular, movimento do qual muitos de nós participamos e toda a comuinidade deveria participar, pois lutamos por melhorias pra toda a sociedade. Nesta apresentação foi acompanhado por Vinicius, outro guitarrista que sempre está presente em nossos saraus.

E por falar em composições próprias de nossos parceiros, Woodyh Oliveira, apresentou seu vasto repertório de canções compostas e dedilhadas por ele e muito bem assimiladas e acompanhadas por Michael Fúria Negra, que sabe de cor e salteado as letras escolhidas aleatoriamente dentre várias, cuidadosamente impressas e encadernadas, formando assim um belo e promissor Songbook. Entoou sucessos também conhecidos na voz de Claudio Miranda, de nossa banda co-patrocinadora do sarau, Poesia Samba Soul.

E por falar em poesia, a praça enluarada, foi palco das mais belas palavras proferidas pelos poetas, Luciano, Vagner, Leninha, Luan, Karen, Kinho, Camila, Clodoaldo, Cris, Woodyh, isso mesmo, no nosso sarau os músicos também são poetas e os poetas também são músicos. Por tudo isso nosso Prá,çarau é único e exclusivo, dando oportunidades á todos aqueles interessados em participar, para que apresentem seu talento da melhor maneira, sem medo de ser feliz. Espaço democrático e hospitaleiro.


O Prá,çarau agora terá uma nova roupagem, até então era realizado a cada quinze dias, as terças-feiras na praça, agora tem uma missão de cidadania e compromisso com a comunidade da rua Integrada, também na Cohab Adventista e já na próxima semana desce a rua e se apresenta na Integrada, em frente a casa da companheira Rose, carinhosamente conhecida como Baixinha, as 20 horas.

Outro sarau que tem esta caracteristica de itinerar, é o comandado por Fernando Ferrari, da Vila Fundão, que na primeira quinta-feira do mês, comandou o sarau diretamente do Bar do Batista, na favela do Canão, comuindade esta que sofre com um córrego que corre á céu aberto.

Lembrando aos amigos que toda terça-feira, o Prá,çarau é representado por Rogério Gonzaga no programa a Voz da Comunidade, na Rádio Fonte e Vida, 87,5 FM, juntamente com os parceiros do Movimento da Luta Popular, no horário das 17 as 19 horas. Sempre anunciando a agenda cultural da quebrada e apresentando as músicas de nossos cantores, cantoras, bandas, grupos, enfim, nossos artistas.

Prá,çarau de sucesso, Camila de mais um sarau recentemente inaugurado no Capão Redondo, nos convidou para o próximo que acontecerá na ultima quinta-feira do mês. Nos relatou, nós até já sabiamos, mas ela tocou no assunto mais uma vez, que tinha a idéia de realizar um sarau, e um dia voltando da aula, passou pela praça e nos viu por lá, foi o incentivo final para que o Antene-se começasse.

Vagner, do Jardim São Bento, nos acompanha sempre que possível no Sarau Vila Fundão, no Sarau com Elas, no Sarau do Binho, da Integrada, já anunciou que em junho se iniciará o mais novo sarau.


Era só brincadeira, mas acho que somos os Bandeirantes dos Saraus.




















quarta-feira, 23 de março de 2011

Prá,çarau na Integrada

Ontem fizemos o nosso sarau na comunidade da Integrada.
Fernando Ferrari acendendo a fogueira.
Foi tudo muito bacana, começamos com uma fogueira e toda a comunidade começou a chegar para prestigiar a noite cultural.
Fernando Ferrari, o patrono da Sarau Vila Fundão, foi o grande articulador e interlocutor com a comunidade.
Conduziu lindamente o sarau, onde o ponto forte foi a presença das crianças, que nos agraciaram com capoeira, samba de roda, teatro, música e muito entusiasmo.

No decorrer da noite, as coisas foram ficando cada vez mais bacana.
Teve músicas, com Woodyh Oliveira, Daniel Lage e Helena Silvestre, ainda poesias com Luan Luando, Daniela Embón, Clodoaldo Cajado, este ainda trouxe os seus alunos do Educa Afro, que sairam da aula e foram direto para o Prá,çarau itinerante.
Aluno do Educa Afro acompanhado pelas crianças da Integrada.
As crianças o tempo inteiro participaram, cantaram e acompanharam tudo de perto e se comportaram muito bem.
Tivemos as presenças de nossos parceiros de saraus, Adriano e Leninha, muito obrigado pela presença!
Na própria comunidade, despontaram talentos, rolou poesia, música e teatro apresentado ao final por um grupo formado por meninas, que o tempo todo estiveram prestando atençao em tudo e todos.
E por falar em teatro, mais uma vez o Epaço En Cena, marcou presença, desta vez com Flávia D'Álima e Thânia Rocha, a dinâmica de grupo feito pela Thânia com as crianças, contagiou a todos e as energias positivas foram distribuidas de forma integral.
Daniel Lage no violão.
A comunidade da Integrada, mostrou total interesse no projeto, tanto é que ao contrário do que haviamos programado, o próximo Prá,çarau será novamente na Integrada, no dia 06 de abril, as 20 horas.
Sueli na roda de capoeira.
Nesta roda de capoeira, os adultos entraram na dança.
O Prá,çarau foi um sucesso total, com a presença da comunidade, da galera do Movimento da Luta Popular, União Popular de Mulheres, Parque Santo Dias, Educa Afro, Projeto N'Atividade e Cohab Adventista.


O sarau terminou por volta das 11 horas, com um grande abraço coletivo e um gostinho de quero mais!

sexta-feira, 11 de março de 2011

Prá,çarau da Integrada.


Esta é a nossa bandeira, que em breve, passará a nos acompanhar nos Saraus tanto na Praça, como em qualquer outro lugar que levaremos o Prá,çarau.
Pois nosso projeto não ficará estático no mesmo lugar, e começaremos já no próximo Prá,çarau, que acontecerá no dia 22 de março, as 20 horas, mas desta vez será na comunidade da Integrada.
Para quem já foi ao Prá,çarau, será fácil nos achar, basta apenas descer a própria rua direto e lá em baixo virar á esquerda, estaremos realizando o nosso sarau junto com a comunidade da Integrada, será o sarau da mais pura integração com a comunidade.


 Projeto N'Atividade,  Movimento da Luta Popular, Sarau Vila Fundão, União Popular de Mulheres, Banco União Sampaio e toda a comunidade da Cohab, estarão presente neste ato.

Dia 22 de março, as 20 horas.
Rua Integrada, 355.
Ao lado do Telecentro (desativado).

sexta-feira, 4 de março de 2011

DIA 08 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 E também de Prá,çarau, a partir das 20 horas, venha participar de mais um belo sarau!

 Depois de um final de semana com a fantasia e muita folia, nada melhor do que reunir os amigos em um lugar  bacana para recitar e cantar.

 Esperamos por todos vocês!

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

SEM CHUVA? NÃO PODE SER!!

Em 22 de fevereiro, aconteceu o 3° Prá,çarau, como sempre acontece noites do sarau, chove, mas isto relatarei mais tarde.
Desta vez, tudo ficou bem bonito, a tenda armada, os equipamentos ligados e a turma preparada.
Tivemos a ajuda essencial do nosso parceiro Michael, Furia Negra, que nos ajudou a iluminar o local.
E fazendo jus ao nome herdado do astro, interpretou lindamente uma composição do nosso multiartista Woodyh de Oliveira.
Nosso sarau recebeu uma constelação de peso, Smith, Dum-Dum e J.Ariais, um revival do Facção Central, não cantaram juntos nesse encontro, mas cada um fez sua participação no evento.
Dum-Dum mandou sua mensagem rimando palavras e mostrando toda  sua inconfundível presença de palco.
J.Ariais e Smith, fizeram um dueto com canções populares, bem distintas da época do Facção.
Como sempre, Celso Bernuccio, foi nosso "Guitar Hero" oficial, acompanhando todos os cantores e mostrou estar antenado, pois tocou MPB, samba e clássicos internacionais. Além de dar vida a uma flauta que fora recebida de presente pelo Woodyh, enquanto cantava uma de suas músicas.
Martinha, matriarca do Samba da Vila Fundão, que acontece uma vez por mês no Parque Santo Dias, nos presenteou com sua voz potente e fez á capela um belo som.
Quem chegou por volta das nove e meia ao Prá,çarau, logo de cara perguntou:
-" É ele?
Eu disse:
-"Sim, é ele!!
-"Não acredito, o Roger (Ultraje) no Prá,çarau!!
Não, pessoal!
A pedido de um de nossos parceiros e idealizador do Prá,çarau, Malcom, fez um pedido especial e fomos atendidos prontamente.
Era o Woodyh Oliveira, que a cada dia nos revela o seu vasto repertório de talentos e desta vez, empunhou a guitarra e apresentou uma de suas composições, que rodou o mundo, na voz de Cláudio Miranda, á frente da Banda Poesia Samba Soul, " Musa Africana". Também recitou um de seus poemas.
Luciano Vida, o nosso poeta padrão, também recitou seus manuscritos, como gosta de frisar. Como sempre o faz, deixou a platéia apaixonada pelo seu poema.
Para deixar claro que o Prá,çarau é um espaço democrático, Karen uma moradora da região, nos colocou para participar de uma dinâmica de grupo, onde todos foram convidados.
Consistia em em ficarmos todos de costas um para o outro e de mãos dadas, tinhamos que nos virar, sem soltar as mãos.
Congratulations!! Conseguimos!!
Demorou, mas ela chegou!
Prá,çarau sem chuva, não seria o mesmo!
Mas desta vez, ela tornou o lugar mais animado, pois todos se abrigaram sob da tenda e podemos apreciar e ouvir melhor a celebre apresentanção de Lidia Sant'Anna, gentilmente cedida pelo Espaço EnCena, mesmo tendo atividade no espaço da trupe, ela compareceu ao Prá,çarau, obrigado Flávia D'Alima e Thânia Rocha pela liberação. Apresentou um trecho da Lyra dos Vinte Anos, numa performace digna de aplausos sinceros, que foram mais que merecidos.
Cessando a chuva, Patricia, mais uma integrante do Samba da Vila Fundão, cantou e encantou com sua voz inconfundível e inesquecível.
A comunidade esrteve presente, Celso Quindim, Felicio, Alex, PC, Andrea e Vinicius, o pessoal da Banda O Musgo, Gamão da Gorilaz Máfia, Paulo Zanella, comapareceu e prometeu retornar e cantar no próximo, assim como o Robério, que um dia irá nos presentear com sua participação.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

PRÁ,ÇARAU EM 08 DE FEVEREIRO

Prá,çarau
Mais uma vez o Prá,çarau foi contemplado com uma chuva.
Tivemos que migrar para o bar mais próximo, mas nem por isso o evento deixou de ser belo, muito pelo contrário, foi cheio de surpresas.
O Prá,çarau já começa a fazer parte da comunidade, que passou a semana inteira perguntando se aconteceria mesmo na terça-feira como programado, alguns já com a intenção de participar, subir no palco e apresentar seu talento.
O pessoal está pegando o espirito da coisa!
Uma vez mais o cerimonial ficou por conta do nosso patrono Woodyh Oliveira, que além de apresentar, cantou e cativou a todos com sua simpatia e cordialidade, fazendo questão de agradecer e cumprimentar todos os presentes.
Luciano Vida, o nosso poeta oficial, recitou e dividiu a condução do evento fazendo por  vezes as apresentações, que não foram poucas.
O Prá,çarau deve a ilustrissima presença de artistas e parceiros que acompanham os saraus da região, após o sol chegar chegando, a chuva chuvando, Luan Luando nos presenteou com a sua sempre marcante atuação e iluminou o nosso sarau, cativando cada vez mais o seu já fiel público, que o acompanha e interage com suas apresentações.
Celso Bernuccio, fez até parar de chover, tocou samba, MPB e ineditamente formou uma dupla inusitada com MC Spyke, levando ao vivo e em cores, com sua guitarra, um funk da dupla Sak Funk, onde Spyke divide os microfones com MC Preto, solos de guitarra não conquistaram Paula Toller, mas com certeza, funk de guitarra, conquistaria!
As surpresas, como eu disse foram várias, então vamos a mais uma: nossa lider popular, Helena entoando suas cantigas caboclas, tendo como parceiro no com seu violão, Daniel Lage e algumas destas melodias, podemos ouvir a gaita marcante de mais uma vez, Celso Bernuccio.
Celso e Daniel, fizeram também um dueto, e não foi dupla sertaneja, e com seus respectivos instrumentos, guitarra e violão tocaram belissímas canções que os presentes acompanhavam e entoavam as letras nas melodias, formando o mais fino da música.
Paulo César, mais conhecido como PC, nosso parceiro aqui da comunidade, para provar que os artistas estão aqui entre nós, aproveitou toda a “ecletidade”- nem sei se este termo existe - de Celso Bernuccio e se apresentou com canções de artistas que curiosamente cantam estas músicas em dupla, PC cantou sozinho e se saiu muito bem. Fez bonito na frente de todos no Prá,çarau e principalemente de duas pessoas muito importante em sua vida, sua mãe e sua esposa, acompanhavam e aprovaram a apresentação. Parabéns PC!
As meninas super poderosas, da Cia Espaço Encena, marcaram presença, primeiro a Lídia Sant’Anna fez sua estréia em saraus e recitou para todos, Flávia D’Alima também mandou um de seus microcontos e apenas Thânia Rocha deixou a surpresa para fazer com as amigas e fizeram á capela, uma apresentação á altura da trupe, cantando e dançando, sem contar o figurino, que retratava fielmente o motivo da música. As meninas do Encena, se apresentarão no próximo dia 17 no Sarau da Vila Fundão.
Quem não pode comparecer ao Prá,carau, perdeu a maior lição que se pode ter a cerca do amor, nosso parceiro Madureira nos ensinou como presentear a mulher amada, foi muito mais que uma lição, foi uma homenagem, haja vista a presença de sua esposa grávida e ainda acompanhada da filha do casal.
Luciano Vida, com seu poema sobre a velhice e abandono, fez todos reverem seus atos no presente para terem um futuro melhor.
Fernando Ferrari, nosso parceiro, revenciou o ato do sarau e recitou seu poema engavetado, que seria lido no Sarau Erótico, que aconteceu no Sarau do Binho, duas semanas atras.
MC Spyke, deixou as batidas do funk de lado e recitou um poema que falava de amor, funk também pode ter conteúdo.
Não posso deixar de agradecer o Domar, dono do bar onde fizemos o nosso sarau, primeiro pelo espaço e depois por sua apresentação, levou um rap de sua autoria e prometeu mais para o próximo Prá,çarau, que acontecerá no próximo dia 22 de fevereiro.
Neste dia, com certeza termos muito mais surpresas.
Muito obrigado á todos!!